OffTopic

Microsoft abre código de programas

A Microsoft acaba de anúnciar a abertura do código dos programas:

* Windows Vista;
* Windows Server 2008;
* SQL Server 2008;
* Office 2007;
* Exchange Server 2007;
e Office SharePoint 2007.

Ela tornará pública a informação técnica necessária em seu site e os programadores de software não precisarão pagar licenças nem outras taxas para ter acesso a ela.

Essa ação visa promover alguns princípios:

* Assegurar os códigos abertos;
* Promover a portabilidade de dados;
* Aumentar o apoio para os padrões industriais;
e buscar um compromisso mais aberto com clientes e indústria, incluindo as comunidades de código aberto.

Minha opinião:

a) A Microsoft deu as costas para a internet por muito tempo e após cair na real, veio como um lobo voraz acabando com o crescimento da Netscape com o péssimo IE.

b) S.O. e aplicativos estão se tornando uma comoditie com o advento da Web 2.0, do Google onde seus aplicativos estão disponíveis na internet e do movimento OpenSource.

c) O foco agora é informação, isso explica a “compra” do Yahoo, a criação de um aplicativo que “monitora” os sentimentos de um individuo.

d) Se redimir com a União Européia, que hoje é o seu tendão de aquiles;

e) A Novell se lascou!!!!

Opiniões?!?

Fonte: Terra Noticias

12 Comments

  1. Resumindo…

    Ela apenas liberou a documentação que será necessária para a comunidade promova a interoperabilidade do seus produtos , pois isso é uma faca de dois gumes, mas eu acredito que seja interessante para comunidades como Openoffice e BrOffice. Tal como foi bom a abertura de documentos para o Samba há algum tempo atrás…

  2. E como sempre, se você olhar bem…

    o Groklaw fez uma excelente análise do anuncio. Resumindo, continua tudo igual. Os protocolos só não tem que ter licença de patentes se for para uso não-comercial. Se for para uso comercial ou se uma empresa usar o código do software, terá que licenciar a patente da M$.

    Ou seja, se o soft for GPL ou LGPL, não pode incorporar isso.

    Como eles sempre fazem: Muito marketing e frases bombásticas pra anunciar que eles continuam na mesma.

    Abraços.

  3. Flávio,

    Acredito que você esteja errado, pois no pronunciamento da Microsoft é informado o seguinte:

    Microsoft irrevocably promises not to assert any Microsoft Necessary Claims against you for making, using, selling, offering for sale, importing or distributing any implementation to the extent it conforms to a Covered Specification (“Covered Implementation”), subject to the following.

    Ou seja, pode ser incorporado sim a GPL já que não será gerado custo com a liberdade imposta por essa licença.

    Até!

  4. Rafael,

    O Flávio está correto. Escrevi algumas mal traças linhas sobre isso aqui:

    http://antoniofonseca.wordpress.com/2008/02/22/interoperabilidade-ao-estilo-microsoft/
    http://antoniofonseca.wordpress.com/2008/02/22/microsoft-interoperabilidade-intraoperabilidade-promessas-e-o-resto-da-industria/

    Não deixe de consultar as sugestões de leitura que fiz.

    Você já notou que a Microsoft é a única empresa que se posiciona abertamente como adversária do FLOSS ou como proponente de uma solução melhor? Todo o resto da indústria encara o FLOSS como parte de um processo evolutivo e trabalha para adequar suas estratégias para tiver proveito desse fenômeno?

    Bem, com a Microsoft nunca é desse jeito, há sempre um porém. Reflita.

    Abraço,

    ASF

  5. Me permita reformular: Todo o resto da indústria encara o FLOSS como parte de um processo evolutivo e trabalha para adequar suas estratégias para tirar proveito do fenômeno.

    ASF

  6. Eu acho que isso tem que ser lido e relido, pois, o Bill Gates é o que é, não pelo programas que sua empresa disponibiliza e sim por ser um baita de um marqueteiro. Algum interesse nisso tudo tem que haver. E quanto a Novell acho que não sai perdendo pois vai se beneficiar com o trabalho dos outros também. NÃO DÃO PONTO SEM NÓ.

  7. Não há o que lê ou reler…

    Está bastante explicito nesse pronuncioamento da MS
    http://www.microsoft.com/interop/osp/default.mspx

    Microsoft irrevocably promises not to assert any Microsoft Necessary Claims against you for making, using, selling, offering for sale, importing or distributing any implementation to the extent it conforms to a Covered Specification (“Covered Implementation”), subject to the following.

    Acordem caras!

    Não há nada de absurdo nisso…

    Eles apenas querem que a comunidade trabalhem para eles de graça. Somente isso!

  8. “abertura do código dos programas:”

    Não tem nenhum código de programa sendo aberto.

    O que a MS está prometendo e abrir a ESPECIFICAÇÃO de algumas tecnologias (especificamente formatos de arquivos e protocolos).

Comments are closed.